Para garantir que as criptomoedas estão 100% em sua posse e em segurança deve as ter numa carteira da qual tem acesso à chave privada , a chave privada, é uma sequência de letras e números que permite confirmar que é o dono da carteira.

Para isso pode utilizar vários tipos de carteiras digitais, conforme as criptomoedas que pretende comprar, porque nem todas são compatíveis com todas as carteiras.

Existem carteiras de vários tipos, tanto software como hardware, assim como carteiras mobile e web. Abaixo descrevemos vários tipos de carteiras e as mais recomendadas.

Carteiras Quentes vs Carteiras Frias


Carteiras Frias

cold wallets

Geralmente são carteiras de hardware, do género de uma pen drive, o nome cold wallet significa que não estão ligadas à rede (internet) portante não estão vulneráveis a ataques informáticos. São recomendadas para guardar criptomoedas como investimentos a longo prazo, onde os fundos não precisem de ser regularmente acedidos.

São de longe as mais seguras e mais recomendadas. Recomendamos as melhores hardware wallets abaixo.


SafePal

Uma hardware wallet com apoio e financiamento da Binance, o maior exchange de criptomoedas do mundo. É a carteira de hardware mais barata da nossa lista, mas uma das mais seguras uma vez que não dispõe de qualquer ligação USB, Bluetooth, Wifi ou NFC, e funciona através de códigos QR encriptados, ou seja, nunca é exposta a nenhuma rede o que a torna segura.

Podem ver mais informações no site oficial

Carteira Hardware Safepal

Ledger

Uma das marcas mais reconhecidas, suportam quase 1000 criptomoedas diferentes e os vários tokens, assim como integração com vários portais de pagamentos através de cripto.

Tem a desvantagem de ter de instalar a aplicação de cada moeda para as poder guardar, e como a memória do dispositivo é limitada, às vezes pode ter que desinstalar a aplicação de alguma moeda para poder guardar outra, principalmente se optar pela versão mais económica.

Podem ver mais informações desta carteira no site oficial

Ledger Hardware Wallet

Trezor

Foi a primeira carteira hardware inventada, e que impulsionou muitas das inovações hoje em dia como as normas BIP39 e BIP44 que permitem recuperar as carteiras através de uma frase gerada aleatoriamente.

A Trezor é considerada uma das melhores carteiras, e mais completas, especialmente se optar pelo modelo mais caro, corre em software totalmente OpenSource.

Podem ver mais informações desta carteira no site oficial

Qual a melhor carteira de Hardware para guardar as minhas criptomoedas?

A melhor carteira fria (ou carteira de hardware) para guardar as suas criptomoedas depende inteiramente do que tiver disposto a gastar e também das moedas que quer guardar, deve confirmar primeiro se a carteira que pretende suporta as moedas que quer guardar, se for uma das maiores criptomoedas, como o Bitcoin, Ethereum, Polkadot, Litecoin, Ripple, Tron, etc... Todas as carteiras suportam estas.

De resto, a finalidade e funcionalidades destas é igual em todas, e cumprem bem o seu papel com mínimas diferenças por isso qualquer uma das 3 é uma boa escolha.

Carteiras Quentes

Hot Wallets

Estas são carteiras que normalmente estão num sistema ligado à rede e por isso as torna sempre mais vulneráveis, no entanto se tiver os cuidados necessários, podem ser uma opção mais prática e mais barata de guardar as suas criptomoedas. Geralmente estas são todas as carteiras de software, sejam mobile ou web.

Metamask

A metamask é a Carteira Quente de software mais utilizada na rede Ethereum, é uma carteira que pode utilizar diretamente no seu navegador Chrome/Safari/Firefox

Se quiser saber como criar uma carteira Metamask Ethereum, consulte o nosso tutorial abaixo:

Guia - Como criar uma Carteira Metamask para Ethereum?
Veja o nosso guia completo de como criar uma Carteira Metamask , a Carteira de navegador mais utilizada, para a Criptomoeda Ethereum.